28 setembro, 2011Por Cris Tamer

Na série de palestras e visitas organizadas pelo F*Hits em Londres, tivemos mais duas que adoramos: a da sede da WGSN e o Istituto Marangoni.

O WGSN, para quem não sabe, é líder em pesquisas e serviços de tendência e consumo. As grandes indústrias da moda e estilo baseiam-se em suas análises para definirem coleções, novos rumos da moda e do comportamento, tendências de cores, tecidos, materiais… O WGSN é o oráculo da moda!

Reparem na quantidade de boards (murais) com fotos, recortes, anotações…

Incrível, não?

E agora, o Istituto Marangoni de Londres. Este grafite está na rua onde a escola fica, uma antiga tecelagem. E o nome da rua? Demais!

são tantos cursos disponíveis na área de moda que é quase impossível escolher só um. Dá vontade de fazer todos!

Saímos de lá com cabeça a mil; tivemos duas excelentes aulas!

Fotos: Bettys

0

27 setembro, 2011Por Betty Girls

Se tem uma tonalidade da qual muita gente foge na hora de decorar um ambiente é o rosa. Principalmente os homens. Pura bobagem! Que a cor pode ter um resultado super mulherzinha todo mundo sabe. O que impressiona é quando o rosa transmite uma aura de sobriedade e elegância. O ambiente pode ter um toque de feminilidade sem ser feminino. Em alguns casos, nem isso…

Vamos ver alguns exemplos?

Porta, cortina e quadros em diferentes tons de rosa tornam-se o foco de atenção desse lavabo basiquinho em cinza e branco. So girlie? Not! Mas de muita personalidade!

Mais de rosa “quebrando” o cinza. Esse lounge é super feminino. Mas é por causa do rosa? não mesmo! A feminilidade vem do estilo clássico da mesa de centro e das cadeiras estampadas nos quadros. O rosa é só complemento!

já essa parede pink – provavelmente por conta da combinação de cores com o tapete – me dá a impressão de que um homem não vive nesse lugar. Mesmo tendo os demais elementos todos neutros…

Essa parede pink já não me traz a mesma sensação da anterior. Aos meus olhos, essa pode ser a casa de uma família moderna e bem zen. Principalmente pelos toques orientais de quadro e estampas – que sobressaem muito aos elementos clássicos que complementam o espaço.

Aqui, apesar de serem dois pontos isolados de pink, o resultado foi muito girlie!!! Conseqüência da combinação com o cinza clarinho, que confere muita delicadeza ao conjunto.

A marcenaria fúcsia com o complemento de espelhos confere ao ambiente feminilidade sem torná-lo feminino, concordam?

já esse match de rosinhas deixou o ambiente sooo girlie!!!

Fotos: Reprodução

Postado por: Michelle Mariotto

0

27 setembro, 2011Por Cris Tamer

Em Londres fomos visitar a tão comentada exposição da Chanel na Harrods. Querem saber? é linda mesmo, de cair o queixo. Nós, claro, fotografamos tudo para mostrarmos aqui para vocês. Fiquem atentas(os), pois tudo tem um motivo de ser e estar…

Na entrada da loja no espaço da Chanel, leões espalhados por todos os lados. O porquê? Este era o signo de Mademoiselle Chanel! A icônica cor da Harrods e suas sacolas foi reproduzida fielmente em bolsas e acessórios exclusivos para a loja, como as botas e a sacola Harrods com correntes Chanel. Original!

Agora a exposição propriamente dita. Começa com a reprodução do jardim do último desfile da marca em Paris, com suas fontes e camélias. Coco Chanel recomendava a suas clientes usar a camélia do lado esquerdo de suas vestes, para ficarem bem próximas ao coração… Reparem nas joias espetaculares.

Nosso guia (gatinho, não? Acho que Lagerfeld escolhe esses meninos a dedo!), à frente da parede em couro e com o rascunho da bolsa 2.55. O nome da bolsa é porque Chanel a criou em Fevereiro de 1955.

A cor burgundy, usada no forro das bolsas, é uma das cores icônicas da marca, juntamente com o preto e o branco.

Esta sala é bem infantil, cheia de bonecas, suas casinhas e ursinhos. é para relembrar quando Gabrielle Coco Chanel foi abandonada por seu pai no orfanato de Aubazine. Aliás, as estrelas que vemos em muitas das joias criadas por Coco vem de uma estrela que está no chão da igreja do orfanato. Nenhum detalhe de sua vida, seja ele bom ou ruim, passou desapercebido em suas criações. Tudo, absolutamente tudo a marcou. O preto e o branco, combinação très Chanel, vem da roupa das freiras do orfanato.

Todas as bonecas usam criações atuais e passadas da marca. é lindo!

Aqui, a sala que conta um pouco da alta-costura da marca. Ela reproduz pedaços do ateliê e do apartamento onde Chanel viveu. Essas caixas imensas, cheias de bolas de papel, são as caixas onde são transportados os vestidos e as roupas de alta-costura feitas pela maison.

Curiosidade nada a ver: o que as clientes fazem depois com essas caixas do tamanho de uma cama? E se eu sou muito, muito rica e encomendo vários? Gente, isso é um problema! 

O famoso frasco do perfume Chanel n0 5. O motivo do nome não poderia ser mais simples: apresentada a vários perfumes para decidir qual seria o “cheiro” da marca, ela decidiu pelo quinto a ela demonstrado. Simples assim!

A famosa bolsa 2.55 e vários dos símbolos ligados à marca (ela era super ligada à numerologia e simbologia!). E 31, Rue Cambom, o primeiro (e até hoje existente) endereço da maison.

E para terminar, é claaaaaro que a gente tinha que posar com nossas Chanel da frente da big bolsa, não? Clichê, mas fazer o quê?

Gostaram?

Fotos: Bettys

0

27 setembro, 2011Por Sophia Alckmin

A clutch verde tem “entrado” em produções de diversas cores…

 

Fotos: Reprodução

0