Score
26 novembro, 2017Por Cris Tamer

Essa viagem já foi uma aventura e tanto para as crianças: o hotel organizou tudo e fomos de trem de Lisboa a Tunes, onde um carro do hotel nos esperava para nos levar a Sagres. Os meninos amaram, claro!

Acordamos, tomamos café da manhã e um motorista nos levou até a estação, pegamos o trem (“comboio”) em Lisboa e fomos até Tunes, onde um motorista do Martinhal Sagres já nos aguardava. Eu estava muito feliz em conhecer, ao lado dos meus filhos, uma das poucas regiões de Portugal que, até então, não havia visitado.

A estação de trem de Lisboa.

Já em Sagres, na entrada do hotel.

Hello!!!

Prontos para o almoço no delicioso e lindo restaurante “As Dunas”, de frente para o mar e com cardápio de dar água na boca! Além desse, há também Os Gambozinos, O Terraço e o M Bar, como em Cascais.

A vista que se tem do hotel é linda, e assim como todos os outros da rede, existem várias opções de acomodação, desde um quarto na sede principal do hotel até uma casa de vila ou as incríveis ‘Ocean Houses’.

Fiquei com os meninos em uma das casas de vila, completamente equipadas com tudo o que pudéssemos precisar. De lavadora de louça a aspirador de pó, de lavadora a secadora de roupas a fogão e geladeira, tínhamos tudo o que precisávamos lá. Um carinho aos hóspedes: como os horários de check in são inúmeros, há sempre nos quartos, como cortesia, algo para comermos e bebermos, bem como para as crianças. O staff é impecável e extremamente preparado para lidar com crianças e famílias. Reparem nas fotos a seguir que TODOS os móveis foram desenhados para o Martinhal Sagres e foram pensados em design com segurança: todos os cantos dos móveis, cadeiras, mesas, sofás, camas são arredondados!

Meu quarto, com o banheiro à direita.

O das crianças, também com seu próprio banheiro. No andar de baixo tem uma sala grande, cozinha, lavanderia e uma área externa.

Outras opções de quartos, casas de vila e casas particulares.

 

Na praia tem-se a opção de cadeiras, esses pufes bastante confortáveis e uns ‘cocoons’ espaçosos e semi fechados. Uma delícia tirar uma soneca em um deles!

O Martinhal de Sagres é bem grande e por isso, assemelha-se a uma vila com vida própria. Tem tudo o que os outros oferecem mas, por ser um lugar onde as famílias passam mais tempo, tem também um mini mercadinho, mais opções para os adolescentes, uma lojinha, e, claro, seu famoso Kids Clubhouse.

Crianças sendo crianças.

O por do sol visto do Martinhal de Sagres é um dos mais lindos que já presenciei. Não perdi um durante os dias que estávamos lá.

O hotel visto da praia, à noite. As crianças e eu gostávamos de ficar até o início da noite brincando e contemplando o mar dali. Essa é apenas uma das cinco piscinas existentes.

Entrada do restaurante de frutos do mar “As Dunas” (meu favorito no hotel!).

‘Sir’ Terence Conran, considerado o “rei” do design britânico, é o nome por trás do Martinhal de Sagres, hotel “flagship” da família Stern. Tudo aqui é inspirador, lúdico, suave mas também com muita personalidade. Sagres é considerada por muitos o melhor lugar em Portugal para o surfe, e o hotel reflete esse clima de uma maneira original e de muito bom gosto. Aqui, eu em um dos cantinhos coloridos e inspiradores da recepção.

Passeando com os meninos na lojinha e no mercadinho da vila.

Os dias estavam lindos!

Nós três!

…e passeávamos bastante pela propriedade também.


Hora de aventura: os meninos queriam passear de caiaque ou SUP; achei melhor alugarmos um pedalinho grande e sairmos juntos. Foi uma grande aventura (de verdade!) porque decidimos pedalar até as ilhas que ficam em frente ao hotel. Pense em um hotel com muuuuuuuitas atividades disponíveis?

Os aventureiros!!!

E não é que conseguimos?

Thomas todo feliz com sua conquista!


Na volta, mais um por do sol inesquecível, em grande estilo, em “alto mar”.  Na volta, esse presente maravilhoso e a companhia especial das aves ao nosso redor. Lindo demais!!!

Lá ao fundo, a “nossa” ilha. Sim, fomos até lá, só nós três!


Nossos cantinhos preferidos no Martinhal Sagres eram esses ‘cocoons’ na praia! Que delícia!

E não é que presenciamos também um nascer do sol? Que maravilha!

E mais um vídeo para vocês terem uma ideia do que os espera! :-D

Próximo destino: Lisboa – ebaaaaaaaaaaaaa!

Para todas(os) que me perguntam se eu não fico receosa de viajar sozinha com os dois, uma das minhas dicas mais preciosas é: organização. Com um roteiro definido e tudo já preparado (passagens, vouchers, tickets etc), minimiza-se bastante uma certa insegurança que possa surgir – e que é perfeitamente normal, só não se deixe dominar por ela!. Ter alguém que conhece tudo sobre o roteiro e pode lhe ajudar com a viagem também é de grande valia.

1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *