17 julho, 2012Por Betty Girls

Vamos falar um pouquinho de história hoje? Mas só de coisas belas, história da arquitetura para ser mais precisa.

Trazido para o Brasil pelos portugueses, o Muxarabi é um elemento arquitetônico criado no mundo árabe. Consiste num fechamento em forma de treliça, normalmente de madeira. Suas principais funções são permitir ventilação e iluminação, bloqueando o calor, e isolar os ambientes internos da visão dos transeuntes, permitindo que quem está dentro deles tenha visão do lado externo – recurso bastante útil para “proteger” as mulheres na cultura/religião muçulmana.

Esse elemento foi muito utilizado no Brasil colonial e pode ser visto até hoje em construções de cidades históricas como Paraty e Ouro Preto – minhas paixões – entre outras, tendo sido também incorporado pela arquitetura moderna.

Olha que efeito mais lindo!!! não sei bem o motivo…rs…mas me deu uma vontade de acordar nesse quarto todas as manhãs.

Daí a ser abrasileirado foi um pulo, afinal, num país tropical como o nosso um elemento que permita a entrada da brisa, mas amenize a dos raios solares é uma preciosidade!

Eis que em Recife nasce o Cobogó – nome derivado dos sobrenomes de seus três criadores: Coimbra, Boeckmann e Góis – o elemento vazado inicialmente concebido em cimento, mas que atualmente pode ser encontrado em vidro, cerâmica, plástico e o que mais a imaginação criar e a tecnologia permitir.

Além de ter função nobre, esse elemento também funciona muito bem na decoração!

Olha que bacana essa brincadeira de mostra e esconde entre sala e cozinha!

Fotos: Reprodução

Postado por: Michelle Mariotto 

0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

13 Comentário:Cobogó

  1. Alethea

    Sou completamente apaixonada por esse estilo acho MARAVILHOSO !!!!

  2. Só para inlustrar: fotos 5° 4° do arquiteto isay weinfeld!

  3. Mia

    Michelita, com esta postagem, matei a saudade!
    Muito legal trazer informações sobre a origem do cobogó, mais que isso, exibir as imagens em que o dito cujo é utilizado.Foram escolhidas a dedo, né?Caprichadíssimas, como sempre!
    Engraçado, aquele quarto que levou vc a querer acordar nele todo dia, é o mesmo que eu imaginei acordar todos os dias também, por que será?É Márcio Kogan?
    Agora, me explique, o que é aquele living, com aquela cadeira reinando absoluta?
    Um dos ambientes mais elegantes que já vi, soberbo e divino!
    Se tiver os créditos, repasse, please, pois, certamente é uma figura que quero perseguir, implacavelmente, ai que inveja do talento!
    Valeu.Já revi as imagens duas vezes, vou pra terceira.
    bjk

    • Mia

      Isay Weinfeld é genial tal como Márcio Kogan, não é à toa que ambos têm projetos em parceria
      São dois nomes que reverencio à exaustão!!!!!!
      Bjk

      • Cleusa

        Oi Mia! Estava com saudades de voce, dos seus comentários. Concordo com voce, a Michelle se superou neste post, está lindissimo, queria uma casa cheia disso tudo. Bjos.

        • Mia

          Cleusa, Michelita é demais, né não?
          Não sei a razão de ela não encarar aquele "quartinho simplesinho" do Isay Weinfeld, pois a luminária da mesinha de canto ela já tem, tá facim, facim…

          Bjk

          • Cleusa

            Será que é por ser muito"simplesinho". Já tem a luminaria, só falta o resto, rsrsrs.

  4. Bia

    Post luminoso!!!! Show de Michelinha!!!! Obrigada, queridissima, voce mesmo sem saber, solucionou uma antiga duvida minha, o significado e o pq do nome Cobogo. Arrasou!!!!

  5. Nívia

    recurso arquitetônoco bem antigo mesmo.
    há mais de 30 anos, morei em um ap, que tinha uma parece divisória
    nas escadas que levavam aos andares. Um prédio antigo sem elevadores.
    Em todos esses lances de escada, havia um cobongó, nome que lembro que eu bem menina, dizia, "combogós"
    Esse prédio ainda existe e os "combogós" também.
    Tomara que não os destruam sob pretexto de reformas , como a destruição do priso de mármore, um mosaico de vários tipos de mármores em cores diferentes.

  6. DANI

    Adorei Mi! Tão antigo e ao mesmo tempo tão atual!! :)
    Bjos

  7. Dany Menezes

    Já estou planejando um desses na minha varanda faz tempo!! rsrsrs

  8. Wal

    Na casa da minha avó tem cobogó (jurava que era combogó!).Dá um efeito bem interessante, não sabia que eram originários de Recife. Muito legal o post!

    Beijos