4 janeiro, 2012Por Cris Tamer

Hoje resolvi abrir uma exceção e fazer uma coisa que nunca fizemos aqui: “repetir” um post, mas este (eu acho) tem um motivo especial. Ele foi escrito em 15/07/2010 e conta a história da bolsa mais famosa do mundo, a Birkin bag, da Hermés. Como algumas(ns) de vocês não conheciam o blog nessa época, achei que valeria a pena publicá-lo. Ele foi copiado (sem os devidos créditos e com copy/paste até nos diálogos…) por tantos outros blogs mas o ‘original’ vocês leram primeiro aqui, viu? E a ‘historinha’ por trás deste post é a seguinte: eu AMO Jane Birkin, e um dia, lendo em uma Tatler inglesa uma entrevista dela contando parte da sua vida com Serge e como foi seu encontro com Monsieur Dumas, achei que renderia aqui também um bom post. Divirtam-se!

 

Eu já escrevi aqui que ela é uma das minhas musas inspiradoras. Eu adoro Jane Birkin e acho que ela foi uma das mulheres mais lindas e maravilhosas da sua geração. Bom, não foi à toa que ela foi o motivo e a inspiração da bolsa mais desejada do planeta fashion e das mulheres que sempre gostaram de clássicos: a Birkin, da Hermés.

Com Serge Gainsbourg, seu grande amor

Comecem a reparar na bolsa que ela carrega de um lugar para outro. Sim, a de palha que está no chão.

Linda!

Casal sensação

Sim, ela saía assim. Reparem novamente na bolsa.

Chique e estilosa até hoje

Enfant terrible

Única

Nas ruas de Paris

A bolsa de palha era onipresente

Inseparáveis

Com a filha Charlotte

Bom, a tal bolsa de palha… a história é a seguinte: ela era cliente da Hermés, mas não gostava muito da Kelly porque não cabiam suas coisas dentro da bolsa. Ela então carregava esta (na verdade uma cesta de piquenique) e uma agenda, mas suas coisas viviam caindo. Em 1984 ela encontrou no avião um senhor que lhe perguntou porque ela não usava algo mais apropriado para carregar suas coisas, e então ela respondeu: “Quando a Hermés fizer uma agenda com compartimentos eu terei uma”. Sabe o que o tal senhor respondeu?: “Pois eu sou Hermés. Sou Monsieur Jean-Louis Dumas da Hermés. Dá-me sua agenda que eu colocarei os compartimentos nela”. E foi aí que Jane retrucou: “Bom, então porque o senhor não faz logo uma bolsa? Algo maior e com alças apropriadas!”. E ainda acrescentou que poderia ser algo que pudesse ficar aberta o tempo todo, e preta. Algum tempo depois Monsieur Dumas perguntou se ela não se incomodaria se ele desse seu nome à bolsa. Claro que a resposta não poderia ter sido outra: “Sim! Ficaria muito honrada!”.

E o resto… bom o resto também é história. Quem diria que este seria o início da bolsa mais famosa e desejada do mundo inteiro? Uma cesta de piquenique e um encontro ao acaso no avião?

E aqui Jane com sua primeira, e segundo ela, única Birkin que possui (atualizando: ela foi leiloada ano passado):

"Sim, amigas... tudo por minha causa!"

O interior da bolsa

é ou não é uma ótima história?

…e todos viveram felizes para sempre rsrsrsrs! Eu já escrevi aqui que ela � uma das minhas musas inspiradoras. Eu adoro Jane Birkin e acho que ela foi uma das mulheres mais lindas e maravilhosas da sua gera��o. Bom, n�o foi � toa que ela foi o motivo e a inspira��o da bolsa mais desejada do planeta fashion e das mulheres que sempre gostaram de cl�ssicos: �a Birkin, da Herm�s.

Com Serge Gainsbourg, seu grande amor

Comecem a reparar na bolsa que ela carrega de um lugar para outro. Sim, a de palha que est� no ch�o.

Linda!

Casal sensa��o

Sim, ela sa�a assim. Reparem novamente na bolsa.

Chique e estilosa at� hoje

Enfant terrible

�nica

Nas ruas de Paris

A bolsa de palha era onipresente

Insepar�veis

Com a filha Charlotte

Bom, a tal bolsa de palha… a hist�ria � a seguinte: ela era cliente da Herm�s, mas n�o gostava muito da Kelly porque n�o cabiam suas coisas dentro da bolsa. Ela ent�o carregava esta (na verdade uma cesta de piquenique) e uma agenda, mas suas coisas viviam caindo. Em 1984 ela encontrou no avi�o um senhor que lhe perguntou porque ela n�o usava algo mais apropriado para carregar suas coisas, e ent�o ela respondeu: “Quando a Herm�s fizer uma agenda com compartimentos eu terei uma”. Sabe o que o tal senhor respondeu?: “Pois eu sou Herm�s. Sou Monsieur Jean-Louis Dumas da Herm�s. D�-me sua agenda que eu colocarei os compartimentos nela”. E foi a� que Jane retrucou: “Bom, ent�o porque o senhor n�o faz logo uma bolsa? Algo maior e com al�as apropriadas!”. E ainda acrescentou que poderia ser algo que pudesse ficar aberta o tempo todo, e preta. Algum tempo depois Monsieur Dumas perguntou se ela n�o se incomodaria se ele desse seu nome � bolsa. Claro que a resposta n�o poderia ter sido outra: “Sim! Ficaria muito honrada!”.

E o resto… bom o resto tamb�m � hist�ria. Quem diria que este seria o in�cio da bolsa mais famosa e desejada do mundo inteiro? Uma cesta de piquenique e um encontro ao acaso no avi�o?

E aqui Jane com sua primeira, e segundo ela, �nica Birkin que possui:

"Sim, amigas... tudo por minha causa!"

O interior da bolsa

� ou n�o � uma �tima hist�ria?

…e todos viveram felizes para sempre rsrsrsrs!

0

16 dezembro, 2011Por Cris Tamer

Papai Noel, se o senhor for realmente um homem bom, vai trazer de presente (entendeu? De pre-sen-te!) para cada uma de nós a bolsa que quisermos, na cor, tamanho e no material que escolhermos, sem ter que entrar ‘na fila’ e esperar uma eternidade.

Meninas! Façam seus pedidos!!!!!

0

10 junho, 2011Por Cris Tamer

0

20 outubro, 2010Por Sophia Alckmin

Simplesmente amei esta bolsa/pulseira Birkin. Mas ela é só para as desapegadas das tranqueiras, porque aí dentro cabe no máximo um baton e umas notinhas $ muito bem dobradas.

Hermés

Foto: Reprodução

0