Score
10 janeiro, 2014Por Sophia Alckmin

No começo de dezembro fui conferir pela primeira vez a feira de arte Miami Art Basel. Fiquei apenas 4 dias na cidade mas deu para aproveitar bastante, foram bem intensos. Desta vez fiquei hospedada no hotel Acqualina Resort & Spa. O hotel além de ser lindo, consegue ser aconchegante. O serviço é impecável, a equipe super atenciosa (te ajuda em tudo o que você precisar), conta até uma concierge brasileira.

acqualina-resort-spa-entrance

A vista da minha mesa no café da manhã, bem cedinho.

foto 1

Preparem-se!!! Eu queria ter passado os 4 dias deitada nestas espreguiçadeiras na praia…

Screen Shot 2014-01-10 at 16.43.42

Screen Shot 2014-01-10 at 16.43.52

Screen Shot 2014-01-10 at 16.44.07

Screen Shot 2014-01-10 at 16.44.17

Screen Shot 2014-01-10 at 16.44.35

Screen Shot 2014-01-10 at 16.44.56

acqualina_resort_and_spa_10

foto 1

Mas não posso reclamar, consegui aproveitar um pouquinho, aqui a vista da minha barraca

foto 2

Os quartos são muito aconchegantes e espaçosos.

Screen Shot 2014-01-09 at 22.01.24

Screen Shot 2014-01-09 at 22.01.38

Screen Shot 2014-01-09 at 22.02.02

Screen Shot 2014-01-09 at 22.01.50

E a vista da minha janela…

foto 3

foto 2

Como eu sempre procuro hotel com academia… a de lá é TOP!

Screen Shot 2014-01-10 at 16.46.27

Screen Shot 2014-01-10 at 16.46.20

O spa e os restaurantes também são ótimos, super indico.

O Acqualinal foi considerado um dos melhores hotéis dos Estados Unidos para crianças e famílias. Tem programações específicas para crianças de 5 a 12 anos, que vão de aulas para esportes aquáticos, cinema, até curso de culinária. Segundo a Isabella, amiga minha hóspede frequente do hotel, a criançada ama!!!

Screen Shot 2014-01-10 at 17.19.35

E para finalizar uma opção romântica – jantar a dois de frente para o mar.

masthead-valentines-day

Hotel mais do que completo, hein!!!

Fotos: Reprodução/Bettys

56

18 dezembro, 2013Por Sophia Alckmin

E finalmente, com este post, encerro o roteiro da viagem cultural que fiz pela Europa. Vai faltar apenas a lista dos museus, exposições, galerias, enfim, um roteiro de lugares para se conhecer, passear e ainda aprender e vivenciar um pouco mais a arte.

Em Londres fiquei hospedada no Brown’s Hotel, minha segunda vez por lá. Conheci o hotel através do F*Hits, numa viagem para cobrir a semana de moda inglesa. Foi amor a primeira vista, e ele se tornou meu hotel favorito na cidade. O serviço é maravilhoso, todos são muito atenciosos, os quartos são amplos, e o melhor de tudo: a localização. Ele fica no coração de Mayfair, entre o Green Park e a Oxford Street. E mesmo estando numa região movimentada ainda consegue ser um oásis de calma e tranquilidade. Como se não fosse suficiente o hotel ainda dedica muito espaço às suas obras de arte, em sua maioria espalhadas pelo restaurante.

Screen Shot 2013-12-17 at 20.21.40

Screen Shot 2013-12-17 at 20.22.28

Screen Shot 2013-12-17 at 20.23.21

Restaurante HIX Mayfair e ao fundo neon da artista britânica Tracey Emin.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.12.21

O chá da tarde do hotel é um dos melhores que já experimentei.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.13.09

Screen Shot 2013-12-18 at 11.14.51

Screen Shot 2013-12-18 at 11.16.15

Screen Shot 2013-12-18 at 11.13.53

O Spa

Screen Shot 2013-12-18 at 11.02.13

A academia – sim, porque eu sempre procure hotéis que tem academia.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.10.57

Selecionei algumas fotos de quartos, as opções são inúmeras mas aqui já dá para se ter uma ideia do quão amplos eles são.

Screen Shot 2013-12-17 at 20.25.44

Screen Shot 2013-12-17 at 20.26.23

Screen Shot 2013-12-17 at 20.27.38

Screen Shot 2013-12-17 at 20.40.21

Screen Shot 2013-12-17 at 21.08.55

Vale muito a pena conhecer o hotel, mesmo não estando hospedado lá,

Fotos: Reprodução

59

28 outubro, 2013Por Sophia Alckmin

Já comentei, acredito que até mais de uma vez, que sempre quando viajo procuro ficar em hotéis que ainda não conheço (não costumo repetir). Adoro conhecer lugares novos. E já percebi que quando fico num hotel diferente tenho que começar tudo de novo (no bom sentido), pesquisar tudo o que tem por perto, da farmácia ao café. Na minha opinião é uma ótima maneira de realmente conhecer uma cidade, cada vez explorando uma área nova.

No final da semana passada vim de férias para Paris, na verdade a viagem não para aqui, resolvemos (meu marido e eu) fazer um tour das artes pela Europa, uma viagem cultural para visitar museus, exposições e feiras de arte, galerias… Enfim, desta vez optamos por nos hospedar no Le Bristol, hotel clássico e super tradicional, referência quando o assunto é serviço, impecável!

A entrada e fachada do hotel:

Le_Bristol_Paris

122780_022593A

A recepção no meu quarto…

foto 1

O hotel possui mais 3 ótimos restaurantes:

Epicure – 3 estrelas Michelin. Me falaram que é maravilhoso mas infelizmente não tive a oportunidade de jantar lá.

main_image_epicure-1

Le 114 Faubourg – ambiente mais informal, comida deliciosa e serviço perfeito. Amei!!!

114_faubourg_-2sordello

– Le Jardin Français– para refeições mais leves e rápidas, inclusive o café da manhã. Ele possui um terraço lindo e super aconchegante além da área do jardim.

terrasse

le-bristol-paris_jardin-r_nov_

Bar_4

Algumas fotos que tirei dos meus pratos (ao longo dos dias) do café da manhã de lá

foto copy

O hotel também tem academia de ginástica e piscina, raridades aqui em Paris. A área da piscina tem uma varanda deliciosa com espreguiçadeiras para tomarmos sol com a vista única da cidade.

Bristol9

Bristol10

foto copy

Spa La Prairie

Spa-Le-Bristol-by-La-Prairie-Russian-room

E detalhes dos quartos!!!!!

Bienvenue

bristol_12

Le-Bristol-Paris4

H

bristol

O meu quarto tinha vista para a Torre Eiffel

foto

E para terminar o famoso gato, mascote do hotel

Fa-raon

Tudo perfeito. Além da localização ser única, na babalada Rue du Faubourg Saint-Honoré.

59

15 agosto, 2013Por Betina Siegmann

Screen Shot 2013-08-15 at 17.14.12

Passamos uma páscoa em Inhotim e é uma ótima pedida para um fim de semana ou feriado!

A viagem foi uma delícia, super relax, curtimos um monte e realmente amamos conhecer Inhotim. É IMPERDÍVEL!

O lugar é inacreditável: é um mix de jardim botânico e museu de arte contemporânea – com um visual lindo, tudo super cuidado, uma paz total… E nos impressionou a infra estrutura impecável: eles pensam nos mínimos detalhes – desde os guarda chuvas para tu te proteger do sol à quantidade de funcionários disponíveis para dar informações, vários lugares charmosos para dar uma descansada ou tomar/comer alguma coisa

As obras de arte são um capítulo a parte – tirando uma ou outra que são incompreensíveis (como o meu marido e eu brincamos são as obras “I just don’t get it”), a maior parte das obras são muito legais… Os destaques pra nós são: grande caleidoscópio, Valeska Soares (lindo!), Edgar de Souza, Helio Oiticica e Neville de Almeida – Cosmococas (incrível – tem que entrar no clima), Janet Cardiff, Yayoi Kusama (é linda ao vivo), Chris Burden, Jarbas Lopes, Marcius Galan, Amilcar de Castro, Cildo Meirelles (obra “através”), Pavilhão Cardiff & Miller, Galeria Adriana Varejão (esperava mais da galeria em si, mas tem uma obra linda lá e o prédio é lindo), Olafur Eliasson, Alessandro Pessoli, Janine Antoni, Mathew Barney… Em setembro de 2012 inauguraram mais 5 galerias e essas eu não tive a oportunidade de conhecer (ainda)

obs. vale a pena ler o descritivo das obras – muitas vezes permite entender melhor a obra, como é o caso das obras sonoras da Janet Cardiff

Screen Shot 2013-08-15 at 17.14.22

Vamos às dicas práticas:

Onde fica: Inhotim fica na cidade de Brumadinho a 60 km de Belo Horizonte

Como chegar: Nós fomos de avião até BH. Tem vários jeitos de chegar em Inhotim: contratar um motorista (foi o que fizemos e recomendo muito), alugar um carro, ir de ônibus a partir da Rodoviária de BH (mais infos na seção como chegar no site de Inhotim)… O motorista que contratamos foi o Giovanni Rago e foi nota 10. Recomendo muito para quem quiser uma opção zero stress e muito conforto! Giovanni Rago (fone: 31-9981-5419 e email: giovannirago@yahoo.com.br)

Onde se hospedar:

Em BH: nós dormimos em BH porque como fomos com calma decidimos curtir a cidade e almoçar e jantar em lugares legais por lá. Dicas de hotéis em BH: Mercure Lourdes, Promenade Ianelli, Promenade Platinum, Promenade Guignard, Promenade Champagnat, Promenade Pancetti e Promenade Volpi. Todos esses hotéis ficam em Lourdes ou no Savassi, que é onde ficam os restaurantes legais de BH (Favorita, Dádiva, Atlântico, etc).

Em Brumadinho: No site de Inhotim, tem dicas de onde se hospedar em Brumadinho. Quando eu pesquisei, a pousada que me pareceu melhor (Estalagem do Mirante) fica a 40km de Inhotim, aí concluí que era melhor ficar em BH. No fim de 2013 inaugurará um hotel dentro de Inhotim…

Quanto tempo ficar: Dá pra conhecer Inhotim em 1 ou 2 dias – depende do teu ritmo e grau de interesse; Nós fizemos o passeio em 2 dias com bastante calma e curtimos – estávamos nessa vibe de descansar e relaxar… MAS daria para ter feito em 1 dia se tivéssemos feito um pouquinho mais na correria ou se tivéssemos ido direto para as obras que são mais destaque. Ou seja, quem só tiver 1 dia pra ir pra lá – vai sem erro porque dá na boa para conhecer tudo!

Screen Shot 2013-08-15 at 17.17.39

Dica preciosa: o ingresso de Inhotim custa 20 reais; você pode pagar mais 10 reais e ter direito a andar no “transporte interno” que são carrinhos elétricos (tipo os usados em campo de golf) e vale super a pena para visitar as obras mais distantes (e altas) como Beam Drop, Mathew Barney e Doug Aitken

Dica preciosa 2: se der para ir num fim de semana normal e não num feriado, vá num fim de semana normal. Em feriado Inhotim LOTA!

27