Score
15 março, 2016Por Michelle Mariotto

Preciso começar esse post falando sobre artistas em geral. Porque um artista de verdade imprime seu estilo em cada peça da sua obra. De escritores a pintores, já perceberam que os grandes profissionais têm seu trabalho reconhecido sem precisar de uma assinatura explícita? A própria arte cumpre esse papel.

Claro que isso é muito mais notável em quadros e obras de arte, como no repertório de Michelangelo Buonarroti, Toulouse Lautrec, Vik Muniz, Hércules Barsotti – mencionando apenas os primeiros que me vieram à mente de períodos, cenários e épocas completamente distintos, ok?

Mas é preciso observar que todo tipo de arte permite a criação de um DNA. Na moda, penso em Coco Chanel, Valentino, Alexander Mcqueen. Na literatura, são múltiplos os exemplos. Na arquitetura, olhemos para o legado de Oscar Niemeyer, Frank Lloyd Wright, Richard Meier, Zaha Hadid.

Toda essa introdução para falar do trabalho do controverso top Designer de Interiores norte americano Jonathan Adler. Seus ambientes, por mais distintos e múltiplos que sejam, não deixam dúvida sobre sua autoria.

De pegada moderna, colorida, jovem, bem humorada, basta olhar para um espaço concebido por ele para identificar o DNA de seu trabalho. Vamos ver do que eu estou falando?

image014 image013 image012 image011 image010 image009 image008 image007 image006 image005 image004 image003 image002 image001 2

E aí, conseguiram identificar o mesmo estilo de obra, apesar dos resultados completamente diferentes? Seu portfólio é polêmico, autêntico e único, concordam?

Fotos: Reprodução

Michelle Mariotto @michellemariotto

BlogMidá e Midáideia   

@blogmida

 

image001

12

7 fevereiro, 2011Por Cris Tamer

Talvez seja um reflexo do momento que estamos vivendo na moda – cor! – mas a verdade é que, cada vez mais, tenho tido “vontade de cor” ao meu redor. Em doses homeopáticas, claro, porque o excesso também me confunde, me distrai. Mas bem dosadas e bem combinadas acho um deleite para os olhos e para o humor. Não só na moda mas também na decoração, tenho sentido cada vez mais ‘simpatia’ por ambientes com objetos coloridos, nem que seja uma parede.

Isso tudo para mostrar para vocês minhas leituras atuais: livros de decoração da Kelly Wearstler (vocês já leram sobre ela aqui) e de Jonathan Adler:

Reunindo informação&inspiração para fazer algo na minha própria casa…

Encontrei também este aqui, com ideias de decoração para quartos de criança:

Comprei todos na amazon.com.

Curiosidades: 1. Sabiam que Kelly já foi eleita como uma das mulheres mais bem-vestidas dos Estados Unidos? 2. E que Jonathan Adler irá abrir uma loja aqui em São Paulo ainda este semestre? Adoro suas almofadas de needle point!

0