7 abril, 2014Por Cris Tamer

Eu contei a vocês que dessa última vez em Londres fiquei em um apartamento com serviço de hotel, certo? E que depois daria mais detalhes sobre o lugar e como funciona. Pois bem, cá estou!

‘The Apartments by The Sloane Club’ são 18 apartamentos em Chelsea (excelente localização!), todos novos e muito bem equipados – até máquina de lavar e secar tinha; achei ótimo! São 5 tipos diferentes, um “padrão” com um quarto, outro com um quarto mas mais especial, com dois quartos e os “Large One e Large Two Bedroom Apartments”. Algumas fotos de alguns dos apartamentos para vocês poderem ter uma ideia:

A cozinha padrão:

0981af167136

Meu quarto de dormir! Acima é a cozinha e abaixo o banheiro e a lavanderia:

e955fbbf2136

Outro modelo de quarto:

9872565c3136

O banheiro do apartamento que fiquei:

d1a3a001a136

Sala do de dois quartos:

5f6939a65136

Mais da cozinha:

7a623ebd6136

3937cc62c136

 

Detalhe do banheiro:

60a3ad99d136

Outros quartos:

f995bd603136

1efa90449136

E detalhes (algumas fotos) que postei de lá no meu insta durante minha estada: minha escrivaninha com os convites dos desfiles e acessórios.

Cris Tamer Londres

Vista da minha janela:

foto 3

“Preguiiiiiiiiiiiça!”. Arrumando as malas para voltar!

foto 4

E detalhes que postei dos meus ‘essenciais’ no avião enquanto me preparava para deixar a cidade… Que pena!

foto 5

Os diferenciais em relação aos hotéis são muitos, mas eu adorei ter um serviço de concierge 24horas, TODOS os dias da semana! Tem também, claro, serviço de quarto (no final de semana tem que pedir, viu?), internet, TV interativa, amenities da L’Occitane… Tudo muito organizado e caprichado. Adorei, gostei mesmo! A indicação veio dos concierges da Essence (vocês já leram sobre eles aqui!) e foram eles, inclusive, que organizaram absolutamente tudo pra gente.

Quem quiser conhecer mais pode entrar no site do ‘The Sloane Club’ e pesquisar mais, bem como ver outras fotos, ok? Ou obter mais informações com a própria Essence London, ok?

 

11

14 março, 2014Por Cris Tamer

Escrevi aqui algumas vezes durante a London Fashion Week que estávamos acompanhadas dessa vez de uma equipe de concierges nos assessorando em absolutamente tudo o que precisávamos. Algumas coisas me impressionaram logo de cara: a discrição, a maneira cordial e atenciosa que desde o início nos receberam (já nos esperavam no aeroporto) e o “conhecimento de causa”, ou seja, eram realmente preparadíssimos, profissionais e conheciam absolutamente tudo na cidade. Phillipe e Lucas, filhos de Janio Bitencourt, brasileiro com uma história de vida incrível, foram criados em Londres desde crianças e hoje são as duas ‘mentes’ por trás do bem-sucedido negócio. Elegantes, educadíssimos, bem informados e cultos (imprescindível para a condução de um ‘business’ de luxo, entre outros…), conhecem todo mundo na cidade, são extremamente bem relacionados e sabem REALMENTE quais são os programas, os lugares e os ‘hot spots’ de Londres. Eles me impressionaram, de verdade.

Com Phillipe Bitencourt no Home House (primeiro dia, “metralhada” de jet lag…):

Cris Tamer Londres

Com Lucas no Berners Tavern:

Cris Tamer Londres

E com a lovely, sweet Lydia no carro:

Cris Tamer Londres

A Essence London é, predominantemente, uma empresa de concierges, lifestyle, de luxo. Discretíssimos, sem sombra de dúvida, e com um serviço primoroso, impecável. O que começou como uma companhia de transportes tornou-se um ‘business’ admirado e respeitado, tanto por brasileiros quanto por estrangeiros de passagem ou residindo em Londres. Funcionam, basicamente, como um programa de “membership”, onde você escolhe o que mais se adequa às suas necessidades na cidade e à frequência com a qual a visita. De serviços de transfers, do aeroporto para o hotel (ou apartamento, como foi o meu caso – depois conto em outro post!) até reservas em clubs e restaurantes concorridíssimos, impossíveis mesmo de conseguir,  eles viabilizam absolutamente TUDO o que você precisar. Quer saber qual é a melhor exposição de arte na cidade no momento? Pois eles conseguem uma visita guiada para você lá. Precisa comprar presentes ou já enviá-los de lá para algum outro lugar? Phillipe e Lucas, ou algum outro super concierge de sua equipe (como a Lydia, que nos acompanhou a maior parte do tempo) viabilizam tudo para você. Tickets para aquele show que já está “sold out”, aquela bolsa que você procura há anos e nunca conseguiu comprar porque não tem em nenhuma loja? Pois então… De verdade? Eles conseguem T.U.D.O!

Foto que tirei de uma visita guiada na National Gallery, durante a belíssima exposição de David Bailey. Esta, em particular, me chamou bastante atenção: olha Salvador Dali fazendo um selfie! :-D

Cris Tamer Londres

 

Para mim, foi um prazer e um presente ter sido acompanhada (paparicada!) por eles durante essa viagem. Pude conhecer lugares especiais que normalmente não teria acesso nunca, por se tratar de clubes tradicionais, fechados e com sócios ingleses, em sua maioria. Restaurantes incríveis onde só conseguiríamos reservas para uns três meses, no mínimo. Carros com motoristas à nossa disposição para nos levar a absolutamente todos os lugares, inclusive aos desfiles – que é uma das coisas que uma mulher de salto 15cm, no frio e já “cansada de guerra”, deseja… :-D. Táxis são cobiçadíssimos em saídas de desfiles, gente! A gente se mata por um; imagina então que delícia sair  e já ter um carro com motorista, água, musiquinha e quentinho te esperando… rs! “Detalhe”: eu tive um dia ‘basiquinho’ de Rolls Royce…

A caminho do desfile da Burberry. No “meu” Rolls Royce, claro! ;-D

foto 3

Cris Tamer Rolls Royce

Oiê!!!!!!!

Cris Tamer Londres

E Marcio Porto, posando de “modelo manequim” em frente a outro carro que nos acompanhava.

Cris Tamer Londres

Alguns dos lugares que conheci através da Essence:

Primeiro – ao invés de ter me hospedado em um hotel, fiquei em um apartamento lindo em Chelsea (depois escrevo sobre isso aqui, ok?).

Na foto, na cozinha do “meu apê” (The Apartments by the Sloane Square) preparando o meu shake de Linea depois do treino e antes da verdadeira maratona que é um dia nas semanas de moda… É tão bom ter uma cozinha quando a gente tá fora de casa…

Cris Tamer Londres

Restaurantes e ‘special places’:

1. O clube (fechadíssimo, “members only”) Home House. Tivemos (eu e minhas outras amigas do fhits) um tradicionalíssimo chá da tarde em uma de suas incríveis salas.

Detalhe do nosso tradicional chá das cinco:

foto 3

Nas escadarias da mansão que abriga o clube:

foto 2

Fomeeeeeeeee!

Cris Tamer Londres

2. O restaurante NOVIKOV. Sério, não dá para perder. Lindo, com comida maravilhosa e ambiente incrível, é um dos mais disputados de Londres. Jante um dia no asiático/japonês, e outro no italiano. Está animada(o)?  Descendo as escadas tem um nightclub óóóóótimo!

Cris Tamer Londres

foto 5

3. O Berners Tavern, atualmente O restaurante de Londres. O mais lindo, o mais bacana, o mais concorrido. Comida deliciosa, ambiente impressionante. Eu AMEI!

Cris Tamer Londres

Com as queridíssimas Marília e Nicole do The Fashion Hall:

foto.PNG-2

4. A exposição de David Bailey na The National Gallery. É mesmo imperdível!

5. Uma visita super especial e cheia de surpresas na Chanel da Bond Street. Hello!!!!!!!

Cris Tamer Londres

Eu recomendo de verdade que vocês deem uma olhada no site da Essence Club e leiam a historia de como tudo começou, bem como, claro, que todos os serviços que oferecem. Ganharam uma fã, de verdade.

 

54

18 dezembro, 2013Por Sophia Alckmin

E finalmente, com este post, encerro o roteiro da viagem cultural que fiz pela Europa. Vai faltar apenas a lista dos museus, exposições, galerias, enfim, um roteiro de lugares para se conhecer, passear e ainda aprender e vivenciar um pouco mais a arte.

Em Londres fiquei hospedada no Brown’s Hotel, minha segunda vez por lá. Conheci o hotel através do F*Hits, numa viagem para cobrir a semana de moda inglesa. Foi amor a primeira vista, e ele se tornou meu hotel favorito na cidade. O serviço é maravilhoso, todos são muito atenciosos, os quartos são amplos, e o melhor de tudo: a localização. Ele fica no coração de Mayfair, entre o Green Park e a Oxford Street. E mesmo estando numa região movimentada ainda consegue ser um oásis de calma e tranquilidade. Como se não fosse suficiente o hotel ainda dedica muito espaço às suas obras de arte, em sua maioria espalhadas pelo restaurante.

Screen Shot 2013-12-17 at 20.21.40

Screen Shot 2013-12-17 at 20.22.28

Screen Shot 2013-12-17 at 20.23.21

Restaurante HIX Mayfair e ao fundo neon da artista britânica Tracey Emin.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.12.21

O chá da tarde do hotel é um dos melhores que já experimentei.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.13.09

Screen Shot 2013-12-18 at 11.14.51

Screen Shot 2013-12-18 at 11.16.15

Screen Shot 2013-12-18 at 11.13.53

O Spa

Screen Shot 2013-12-18 at 11.02.13

A academia – sim, porque eu sempre procure hotéis que tem academia.

Screen Shot 2013-12-18 at 11.10.57

Selecionei algumas fotos de quartos, as opções são inúmeras mas aqui já dá para se ter uma ideia do quão amplos eles são.

Screen Shot 2013-12-17 at 20.25.44

Screen Shot 2013-12-17 at 20.26.23

Screen Shot 2013-12-17 at 20.27.38

Screen Shot 2013-12-17 at 20.40.21

Screen Shot 2013-12-17 at 21.08.55

Vale muito a pena conhecer o hotel, mesmo não estando hospedado lá,

Fotos: Reprodução

59

15 abril, 2013Por Betina Siegmann

Post original @temavercomigo

Dicas de Londres

Londres é uma cidade que eu amo, que fui em diferentes fases da minha vida e que sempre faz a minha cabeça.

Na preparação da viagem contei com a ajuda valiosíssima dos blogs Londres para Principiantes, Dri Everywhere, Viagens da Paulete, Iamleaving2day, Chicken wings, Helena Bordon, Consuelo Blocker… Misturei tudo isso com as minhas dicas e as dicas do meu blog e resultou numa viagem maravilhosa!

- Imperdível: comprar um chip para o teu celular e ficar mega conectada via sms, email, instagram, mapas, apps de Londres, etc…

- Como chegar? Para quem chegar de avião em Heathrow, a dica do Heathrow Express é ótima ligando o aeroporto até a estação Paddington (de lá peguei um táxi até o hotel). No trajeto Hotel – Heathrow, agendamos um táxi com a Just Airport e foi nota 10. Custou 30 libras e foi perfeito.

- Onde ficar? Londres tem hotéis para todos os gostos e bolsos. As regiões onde acho bacana ficar são: Knighstbridge (perto da Harrods, para dar uma referência) ou perto da Sloane Square ou em Mayfair ou Kensington. Tem desde os carérrimos Dorchester, The Connaught, Mandarin Oriental, Bvlgari – passando pelos hotéis “Design” ou “charmosos” como Sanderson, Number Sixteen, Knightsbridge Hotel (vale olhar o site da Firmdale Hotels), Kensington Hotel. Na categoria “mais em conta” tem o Base2stay e o My Chelsea Hotel. Resumo: é uma cidade para bater perna o dia inteiro, então independente de qualquer coisa, não acho que você ficará muito no hotel! Vi ainda uma dica muito legal de alugar apartamento no blog da Consuelo Blocker!

Eu fiquei no Kensington Hotel e amei – localização bacana (pertinho da estação South Kensington, pertinho do V&A Museum, cheio de restaurantes, delis, boulangeries por perto), hotel maravilhoso, custo benefício ótimo e um quarto pequeno, mas tudo bem. Amamos o conjunto!

- Como se locomover? Em um país civilizado vale tudo, nãoam?! Pernas, metrô (muito prático), bus, táxi e mini cab (versão mais barata de táxi, mas tem ser pré agendado)

- O que fazer?

Paraíso para quem curte arte – National Gallery (amo para ver os impressionistas), Courtauld Gallery (amei!), Victoria & Albert Museum (ficar de olho nas exposições temporárias – imperdíveis), Wallace Collection (amei!), Serpentine Gallery @Kensington Gardens, Tate Modern (acho que vale conhecer, claro, mas não amo o acervo – tem que ficar de olho nas temporárias), Tate Britain… Em geral os museus são todos de graça e só cobram as exposições temporárias.

Para quem curte arte contemporânea: Saatchi Collection e White Cube

Para quem curte história ou curiosidades: The British Museum, Churchill War Rooms (adorei – super interessante para quem curte história da segunda guerra), Museu de História Natural

Para quem curte tênis: fazer o tour por Wimbledon (o meu marido foi e adorou)

London Walks: você faz um tour guiado caminhando pela cidade em roteiros pré-determinados e temáticos (essa dica é da Cami – Iamleaving2day – e o Dan fez o tour de Westminster enquanto eu não chegava e adorou)

Tem que ir uma vez na vida: London Eye + Westminster, Big Ben e arredores, Trafalgar Square e National Gallery + Covent Garden e Seven Dials + Tower of London + a Muvuca desesperadora da Oxford Street com destaque para a Selfridge’s + a muvuca do Piccadilly Circus e a Regent Street + Sloane Street e Sloane Square + Notting Hill e Portobello Road Market + Kensington Gardens (foto que eu tirei), Kensington Palace, Albert Hall e o monumento ao Príncipe Albert + Green Park + Hyde Park

Greenwich – recebi essa dica de algumas pessoas, mas não fui. Mas acho que deve ser um programa pitoresco!

E o blog “Londres para Principiantes” sugere um Roteiro “Londres em 4 dias” que é bem bacana para se ter uma boa noção da cidade. Para quem vai pela primeira vez, acho que sempre vale aqueles city tours com os ônibus double decker onde você tem uma boa noção da cidade, aprende a se localizar e desce (e sobe!) onde der vontade

- Compras? A região mais bacana de compras para mim é a Sloane Street (começa ao lado da Harvey Nichols e vai até a Sloane Square) e da Sloane Square – acho um charme! As grifes poderosas estão nessa região da Sloane Street ou Old + New Bond Street e na região conhecida como The Lanes of Mayfair, conjunto de ruas limitadas pelas New Bond Street, Oxford street, Davis Street e Grosvenor Street. Ali que fica a icônica South Molton Street e a Brook Street bem como a Lancashire Court e a Avery Row. Quem quer cashmere, precisa ir na tradicionalérrima Burlington Arcade. No blog Iamleaving2day tem um post ótimo sobre as principais lojas de departamento da cidade, no blog Londres para Principiantes tem um post ótimo chamado “Shop ’til you drop” e também sobre o Westfield, o shopping de Londres que é uma alternativa aos caos da Oxford Street e que tem uma parte “premium” chamada Village como todas as grifes mais top.

- Restaurantes: Os mais legais dessa viagem – Hakkasan Mayfair (comemos super bem, drinks maravilhosos, atendimento impecável), L’Atelier de Joel Rebouchon (maravilhoso – o jantar como um todo), Scalini (italianinho delícia e despretensioso, pertinho da Harrods – fomos duas vezes de tão bom que foi), Byron (um fast food mais bonitinho – fomos na filial de South Kensington e o cheeseburger é maravilhoso) e Burger and Lobster (fomos no de Mayfair – lá só tem 3 pratos: lagosta, lobster roll ou cheeseburger – o Dan e a Carol B. foram de lagosta e amaram e eu me joguei no cheeseburger e foi o melhor da minha vida. Fora que o lugar é bacana, cheio de gente legal). Fomos no Zuma (eu já tinha ido) e apesar da comida e do serviço terem sido ótimos, o ambiente estava meio “business” demais – mas acho que é um clássico que vale conhecer. Fomos no Nobu – Berkeley Street só para uns drinks e estava o maior astral – é uma boa pedida para quem quiser comer um japa ou só tomar uns drinks como foi o nosso caso. Fomos também no Novikov, que não achamos nada demais, apesar de estar bem badalado. Tentamos almoçar no Cecconi’s, mas nem chance de conseguir mesa sem reserva!

Uma boa dica é fazer as reservas através do site Top Table (como o Open Table americano se chama na Inglaterra), que é muito fácil e prático – fiz um post sobre esse assunto.

Dica de Londres e especialmente de restaurante em Londres é o que não falta… Separei alguns links que valem a pena: dicas @Viagens de Paulete + dicas @Helena Bordon + dicas @Iamleaving2day + dicas da Carol B + dicas da Sophia @Bettys + dicas da Fê Granado + dicas do Ivo

Para ver todos os posts relacionados à Londres @Tem a ver comigo, clica aqui

Screen Shot 2013-04-14 at 14.48.43

Screen Shot 2013-04-14 at 14.48.55

Screen Shot 2013-04-14 at 14.49.05

5