30 junho, 2011Por Cris Tamer

Adoro New York, Singapura, Paris, Milão – cidades com particularidades que me conquistaram ao longo de várias viagens. Mas de vez em quando é bom pensar em lugares onde a mão do homem não está tão presente, onde estaremos cercados por uma beleza de teor quase inimaginável, pois são fruto de forças maiores.

Este cenário é um cânion na Islândia. Lindo, de tirar o fôlego


E a Ponte Capilano, em Vancouver, parece nos transportar para outra dimensão


As cavernas de mármore de Chile Chico, Chile, tão surrealmente belas

Preachers Rock, na Noruega – não é um lugar para pregar, e sim para perder o fôlego


Men sana in corpore sano? Pratique esqui nesta pista sobre o lado Paterswoldse, em Groningen, Holanda


E para alimentar o corpo e o espírito, este restaurante sobre o Rio Chang Jiang, em Hubei, na China

Postado por Wair de Paula – www.cronicasgulosas.blogspot.com

0